domingo, 8 de agosto de 2010

Páscoa X Santa Ceia

1. Motivo da criação da data comemorativa:

O povo de Israel foi escravizado pelo Egito, mas Deus tinha para eles uma terra prometida. Após 430 anos de escravidão, Deus os conduziu em direção a esta terra onde iriam ser livres e constituir uma nação.E esta passagem da escravidão para a liberdade foi denominada "Páscoa", que significa passagem. A comemoração foi instituída como memorial para que fosse sempre lembrada a libertação do cativeiro, a passagem da vida escrava para a vida livre. Isso era uma representação da redenção que Jesus realizaria na cruz e deveria ser comemorado por todos. Seus ingredientes deveriam ser: um cordeiro ou um cabrito (quase sempre era usado o cordeiro) de no máximo um ano, pão sem fermento e ervas amargas. Êxodo 12:1-11
1 E falou o Senhor a Moisés e a Arão na terra do Egito, dizendo:
2 Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano.
3 Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família.
4 Mas se a família for pequena para um cordeiro, então tome um só com seu vizinho perto de sua casa, conforme o número das almas; cada um conforme ao seu comer, fareis a conta conforme ao cordeiro.
5 O cordeiro, ou cabrito, será sem mácula, um macho de um ano, o qual tomareis das ovelhas ou das cabras.
6 E o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o sacrificará à tarde.
7 E tomarão do sangue, e pô-lo-ão em ambas as ombreiras, e na verga da porta, nas casas em que o comerem.
8 E naquela noite comerão a carne assada no fogo, com pães ázimos; com ervas amargosas a comerão.
9 Não comereis dele cru, nem cozido em água, senão assado no fogo, a sua cabeça com os seus pés e com a sua fressura.
10 E nada dele deixareis até amanhã; mas o que dele ficar até amanhã, queimareis no fogo.
11 Assim pois o comereis: Os vossos lombos cingidos, os vossos sapatos nos pés, e o vosso cajado na mão; e o comereis apressadamente; esta é a páscoa do Senhor.
2. Simbologias Bíblicas relacionadas:O animal morto para a comemoração representava Cristo mostrando que não havia perdão de pecados sem derramamento de sangue. Hebreus 9:22
E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão.
O sangue do animal representava o sangue de Cristo, e quando aspergido na porta da casa livrava da morte. Assim também, o sangue de Jesus nos liberta da escravidão de Satanás e da punição eterna. Hebreus 9:11, 12
11 Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação,
12 Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção.
De até um ano, porque representava a fase da inocência. Deveria ser sem defeito porque todas as ofertas a Deus devem ser tiradas do melhor e também porque estaria representando Cristo. Êxodo 12:5
5 O cordeiro, ou cabrito, será sem mácula, um macho de um ano, o qual tomareis das ovelhas ou das cabras.
Pão sem fermento, porque a fuga do Egito foi às pressas e não houve tempo para levedar a massa e também porque o fermento representa o pecado.
Ervas amargas que representavam o amargor da escravidão. Êxodo 12:8
8 E naquela noite comerão a carne assada no fogo, com pães ázimos; com ervas amargosas a comerão.
3. Quem deve participar:Deveria ser observado por todos os Israelitas (v.42) como um sinal de comunhão. Os escravos e os estrangeiros não deveriam participar (v.43), pois não haveria nenhum sentido para eles por serem estranhos à promessa de Deus. Porém os escravos poderiam, após ser circuncidados, e também os estrangeiros que quisessem poderiam participar, após a circuncisão(1). Isto significava que acreditavam em Deus e se tornavam herdeiros da promessa, como o natural da terra (v.48).Baseando-se nestas afirmações somente ficavam de fora os assalariados (v.45) que significa que estavam no meio do povo, mas não pertenciam a ele, estavam somente a trabalho recebendo seu pagamento por ele, sem ter nenhum vínculo com a promessa, pois sua crença era outra. Êxodo 12: 40-18
40 O tempo que os filhos de Israel habitaram no Egito foi de quatrocentos e trinta anos.
41 E aconteceu que, passados os quatrocentos e trinta anos, naquele mesmo dia, todos os exércitos do Senhor saíram da terra do Egito.
42 Esta noite se guardará ao Senhor, porque nela os tirou da terra do Egito; esta é a noite do Senhor, que devem guardar todos os filhos de Israel nas suas gerações.
43 Disse mais o Senhor a Moisés e a Arão: Esta é a ordenança da páscoa: nenhum filho do estrangeiro comerá dela.
44 Porém todo o servo comprado por dinheiro, depois que o houveres circuncidado, então comerá dela.
45 O estrangeiro e o assalariado não comerão dela.
46 Numa casa se comerá; não levarás daquela carne fora da casa, nem dela quebrareis osso. 47 Toda a congregação de Israel o fará.
48 Porém se algum estrangeiro se hospedar contigo e quiser celebrar a páscoa ao Senhor, seja-lhe circuncidado todo o homem, e então chegará a celebrá-la, e será como o natural da terra; mas nenhum incircunciso comerá dela.
4. O que significa para nós hoje, no tempo da graça, após a vinda de Jesus :A Bíblia diz que Jesus é a nossa Páscoa. Quando Ele celebra a última Páscoa de Sua vida em carne, ao mesmo tempo Ele a transforma em um novo memorial, onde após a Sua morte, não haveria mais a necessidade de sacrificar um cordeiro porque Ele próprio seria o cordeiro que se sacrificaria para o perdão de nossos pecados e de uma vez por todas. 1a. Coríntios 5:7 e Hebreus 9:12
1a. Co.5:7 Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós.
Hb 9:12 Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção.
Lendo o cap. 9, todo, de Hebreus pode-se obter uma explanação mais detalhada desta mudança.
Jesus instituiu como símbolo desta nova aliança, o pão que simboliza o Seu corpo, e o vinho que simboliza o Seu sangue derramado por nós. Lucas 22: 19, 20
19 E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim.
20 Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós.
Quem deverá participar do novo cerimonial que tem como objetivo anunciar a morte do Senhor até a Sua volta? Jesus não faz restrição alguma, dizendo "todos vós", quem está incluído neste "todos"? Todos os que crêem Nele e em Sua redenção, como no memorial anterior somente ficam de fora os que não crêem, para este a comemoração não teria nenhum sentido. Estes seriam os considerados "indignos" por não discernirem o corpo do senhor citado em 1a. Coríntios 11:29
Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor.
Discernir significa entender, o alerta aqui é para aqueles "navegantes" que fazem parte da igreja, mas não acreditam verdadeiramente e vão apenas no "embalo". Um exemplo desta situação é o de Ananias e Safira , pois se compreendessem o Senhor saberiam que nada poderiam esconder Dele. Atos 5: 1-11
1 Mas um certo homem chamado Ananias, com Safira, sua mulher, vendeu uma propriedade, 2 E reteve parte do preço, sabendo-o também sua mulher; e, levando uma parte, a depositou aos pés dos apóstolos.
3 Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade?
4 Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.
5 E Ananias, ouvindo estas palavras, caiu e expirou. E um grande temor veio sobre todos os que isto ouviram.
6 E, levantando-se os moços, cobriram o morto e, transportando-o para fora, o sepultaram.
7 E, passando um espaço quase de três horas, entrou também sua mulher, não sabendo o que havia acontecido.
8 E disse-lhe Pedro: Dize-me, vendestes por tanto aquela herdade? E ela disse: Sim, por tanto.
9 Então Pedro lhe disse: Por que é que entre vós vos concertastes para tentar o Espírito do Senhor? Eis aí à porta os pés dos que sepultaram o teu marido, e também te levarão a ti.
10 E logo caiu aos seus pés, e expirou. E, entrando os moços, acharam-na morta, e a sepultaram junto de seu marido.
11 E houve um grande temor em toda a igreja, e em todos os que ouviram estas coisas.
Conclusão:Todos devem participar da ceia, com exceção dos que não crêem, para estes será uma condenação.João 6:53 Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos.
(1)Circuncisão: (cortar em círculo) o ato consistia em cortar o prepúcio, este seria o símbolo da aliança com Deus até a vinda de Jesus. O motivo de ser escolhido o órgão sexual masculino se deve ao fato de que é por ele a transmissão da vida, sendo assim transmitida a aliança. Na instituição da circuncisão todos os homens deveriam ser circuncidados e a partir daí todas as crianças, no oitavo dia de vida. Hoje se pode entender cientificamente, porque Deus escolheu o oitavo dia, é porque é quando o mecanismo de defesa do nosso organismo está completo, antes disso o risco de infecção seria muito alto.
*************************************************************************
Simbologias humanas acrescentadas.

A simbologia é usada pelo homem desde os primórdios dos tempos para transmitir ensinamentos, relembrar significados de passagens históricas, e etc. A Páscoa cristã, como a conhecemos hoje, sofreu diversas influências do antigo paganismo, desvirtuando-a do real significado original.Nos países da Europa, parte da Ásia e nas Américas "cristianizadas" pelos europeus, a Páscoa está ligada a um idéia de constante geração de vida.

Os Ovos de Páscoa

Tradicionalmente os ovos estão intimamente ligados às comemorações pascoalinas porque, esotéricamente representam o início de uma nova vida. Podem ser de galinha, pata, avestruz ou chocolate. O chocolate não tem nada a ver com a simbologia do ovo é usado comercialmente por ser bem aceito pelo consumidor, e por sua praticidade e durabilidade.As civilizações que tinham o ovo como símbolo da vida, entenderam que a Páscoa cristã era a festa da ressurreiçao de Cristo. Passando da morte para uma nova vida.

O Coelho Pascal

É comum ouvir-se que coelho não bota ovo então porque? O coelho faz parte da antiga e rica simbologia da fertilidade, e da vida abundante na crença secular, e foi incorporado à Páscoa pela tradição e não pela Bíblia.

A Colomba Pascal

Como símbolo pascal entre os cristãos é representada por um bolo em forma de pomba, recheado com frutas secas. É a "Colomba Pascali" que, na Itália, lembra a alegria e a renovação espiritual, estreitamente ligada com a simbologia do raminho verde que a pomba solta por Noé trouxe no bico anunciando uma nova vida, a exemplo da ressurreição de Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário